Follow by Email

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Meros devaneios tolos

Penso que talvez tenha me perdido de mim mesma. Não sei realmente se até hoje cheguei a me encontrar algum dia. Encontrar-se consigo mesmo é privilégio para poucos. Talvez aqueles mais afortunados tenham esta sorte um dia... Para muitos encontrar-se pode ser considerado o ponto máximo de sua vida, enquanto que para alguns isso parece assustador. Eu me vejo no grupo em que tanto perder-me de mim mesma, quanto encontrar-me mostra-se paradoxalmente assustador e encantador. Não sei se tenho me perdido demasiadamente ou se realmente me encontrei. O fato é que o que sou hoje, ou como estou hoje, me é estranho. Às vezes parece-me que estou alheia a mim mesma, que assisto-me como assistiria a uma peça de teatro. Rindo, comovendo-me, revoltando-me... sem direito a qualquer intervenção. Como mera expectadora da minha vida. Me parece que uma grande personagem se apoderou do meu corpo e o meu confuso EU deixou-se dominar ficando restrito a somente observar e observar...