Follow by Email

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Frivolidades

Difícil esse negócio de ser feliz, estar feliz... Ando meio cansada dessa alternância de humores, de sentimentos, de emoções. Não estou mais sabendo lidar com a minha principal característica: a inconstância. O que eu mais prezo, que é a capacidade de mudar constantemente, hoje tem sido meu maior algoz. Ando meio cansada... estranho isso, cansada em plena flor da idade, mas é como me sinto. Realmente não sei o porquê. Acho que preciso me dar férias! Férias dessa caótica organização da minha psique, desta desorganização detalhista dos meus pensamentos, desta minha mente repleta de frivolidades hipervalorizadas. Ainda bem que tudo passa! Anicca!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Retrospectiva

Fim de ano! Momento de reflexões de tudo o que foi vivido e experimentado, experienciado neste ano que passou. Este ano para mim iniciou com uma cara de que ia ser mais um ano qualquer, daqueles bem paradões, sem muitos acontecimentos. Que surpresa a minha! Eis um ano de crises!!! Pausa para adendo 1: "... o conceito de crise é explicado como toda a situação de mudança a nível biológico, psicológico ou social, que exige da pessoa ou do grupo, um esforço suplementar para manter o equilíbrio ou estabilidade emocional. Corresponde a momentos da vida de uma pessoa ou de um grupo em que há ruptura na sua homeostase psíquica e perda ou mudança dos elementos estabilizadores habituais." Enfim! Descobri que nada é como parece ser, ninguém é o que diz, e sim o que faz, e que o egoísmo nessa era parece ser a tábua de salvação da humanidade. Nunca um ano pareceu tão intenso pra mim, senti na pele o peso das consequencias de atitudes impensadas, de como realmente as coisas podem acontecer com você, não somente com seu vizinho ao lado. Foi um ano de inverdades que me mostraram as maiores verdades. Acho que foi um ano inteiro de provas, como se a cada dia eu fizesse uma prova e esta nunca tivesse um fim. Sinto que o fim desta prova ainda não chegou... é como se eu precisasse enxergar bem mais fundo o que estas questões me apresentam, qual o sentido real disso tudo, o que realmente eu tenho a aprender. Sei que a vida é feita de provas, e que elas se apresentam de diversas formas, o difícil é perceber quando elas aparecem, e qual o verdadeiro significado das entrelinhas... Parece que cada vez que tento me aproximar da simplicidade o complexo me aparece, difícil entender os desígnios do além. Quanto mais tento entender, menos entendo. Bom... só percebo que esse ano serviu pra eu aprender pelo menos uma coisa: olhe bem pra dentro de si mesmo, e perceba que ser egoísta às vezes é fundamental. Pode parecer uma coisa completamente absurda isto, mas a sua vida pode depender de atitudes egoístas. Espero que eu consiga restabelecer a minha homeostase pisíquica e que recupere ou atinja um equilíbrio dentro desta mente cheia de antagonismos e de idéias efêmeras. Adendo 2: "a crise é vista, de igual modo, como uma ocasião de crescimento. A evolução favorável de uma crise, conduz a um crescimento, à criação de novos equilíbrios, ao reforço da pessoa e da sua capacidade de reação a situações menos agradáveis. Assim, a crise evolui no sentido da regressão, quando a pessoa não a consegue ultrapassar, ou no sentido do desenvolvimento, quando a crise é favoravelmente vivida." Punto e basta! A espera por 2011...